espaço virtual de experiências de criação livre de imagens e poesia
espace virtuel d'expériences de création libre d'images et de poésie
virtual space experiments creation free of images and poetry


sábado, 22 de dezembro de 2007

a luz das palavras

as palavras flutuam nos turbilhões dos oceanos internos

consumidas pelo gélido fogo eterno

os ladrões de vida avançam
envoltos em nuvens e tagarelices

com o universo inteiro pendurado no tempo
e o tempo perdido na luz eterna de cânticos sem palavras


5 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

não!!!!!!!!!!!!!!


eu é que recebo.



no mais absoluto espanto.


nunca tenho palavras. nem inteligentes nem outras.


apenas assombração. iluminada.

re.prazer.


total.


curvo-me.



é belo. demais.



(roubei a água que respira)

beijos.


gratíssimos.

Gi disse...

Uma luz assim tira toda e qualquer capacidade que eu tenha para dizer uma palavra. Uma que seja. A ti não te faltaram também nelas se sente a luz.

Um beijinho e-ko

sombra e luz disse...

dá gosto vê-la trabalhar...
parabens...

isabel victor disse...

assombração, mesmo assombração ...

cito a isabel mendes ferreira

_______________________________

em cima do " Piano " estava um copo com este onírico reino das estrelas ...

beleza era a senha, quem bebeu mereceu :))

Abraço


iv

isabel victor disse...

Aquele novelo de nuvens é um estado de alma. O meu neste momento ...

posso soprar muito forte e levá-las para outro além ?
Como lhes hei-de chamar ?

Grata

Abraço